Porque você precisa ter um site

Há 20 anos atrás essa pergunta mereceria uma resposta. Hoje, após várias quedas e quebras virtuais já não é necessário responder.

Mas, como tem pessoas que ainda preferem o bom e velho telefone…

O telefone ainda é muito eficaz em vendas direta.
Porém, não se esqueça que a venda sem ter que telefonar movimenta bilhões de dólares. E essas vendas começam por um site. …site de buscas…

Toda linha de raciocínio, antes de efetuar uma compra, passa pelo bom e velho site de buscas. Quer seja Bing, Yahoo ou Google, para citar somente os gigantes…

Estou feliz com meu site

Olha esta curta história do amigo Dudu

— Serginho quero um site que fala de reparos de impressoras e afins. Pensei em colocar “reparosemimpressoras.com.br”.

— Oh! Dudu, onde vai ser a sua loja. Qual o nome? Vai vender nada não?

— Moço é isso que preciso. Mas vejo muito, o povo com vídeo de reparos em impressoras…

— Vamos registrar o domínio do seu site, com o nome da sua loja. Se você fizer nomes diferenciados… mesmo eu sabendo que os sites de buscas amam nome de domínios focados… você vai ter um grande problema.
— As pessoas não conseguem relacionar nome da solução ao nome do seu negócio. O internauta precisa ser redirecionado ou criar um relacionamento.

Explicação simples

O internauta tem um problema, ele busca pela solução navegando na web. Ele resolveu o problema, com o bom e velho faça você mesmo (DIY). Depois de algumas horas ele não vai saber nem qual site visitou

Planejamento simples de Marketing Digital

Antes de fazer qualquer coisa, seu negócio precisa de um nome…

Após alguns dias Dudu deu nome ao seu negócio: “Cartucharia BH”. FIzemos um acordo comercial de parceria. Onde ele pagaria somente os custos do Marketing Digital até o negócio alavancar.

Antes de qualquer investimento em Marketing, investimos muito tempo em definir os propósitos, a identidade visual e criar um logotipo.

O Design Gráfico vem antes de qualquer mídia. Depois de criar a identidade visual da “Cartucharia BH” podemos criar as artes: gráfica e digital.

Só então fazemos o site. A comunicação com as pessoas fizemos nesta ordem:

  1. Site com os produtos, serviços, formas de contato e a localização;
  2. Blog para informar as pessoas, “sem sair do site”;
  3. Redes sociais para um bom relacionamento (demorado mas gera bons resultados locais);
  4. Google Meu Negócio (“o pulo do gato”) com localização exata e testemunhos;
  5. Grupos em redes sociais, da região de Belo Horizonte, que gerou reconhecimento.

Vale ressaltar que após um ano e meio a “Cartucharia BH” gera lucros. E que nasceu simples e objetiva!

Serginho amei o site, ficou simples, barato, descomplicado. E com o mapa pararam de ficar me pedindo ponto de referencia. — Muito bacana, muito bom seu moço, valeu..

— Palavras do Dudu…

Jornada do consumidor

Uma pesquisa de 2018, da Google, mudou por completo, o modo de ver o Marketing. Essa pesquisa é descrita como “Jornada do Consumidor”.

A jornada começa com uma série de buscas nos sites de pesquisas. Depois, o consumidor refina a sua busca e chega a algumas marcas que parecem resolver o seu problema. Esse parece ser um comportamento típico do funil de vendas, não?

O consumidor amplia a sua busca mais uma vez, procurando por “marcas específicas”. Aqui a consideração vai se ampliando e se estreitando várias vezes, à medida em que se pesquisa as marcas no Google/Bing/Yahoo e vê vídeos pelos dois meses seguintes – isso mesmo, dois meses. O Consumidor está mais indeciso do que nunca.

Nesse período, o consumidor pesquisa vários varejistas e sites de marcas, mas, no fim, ele escolhe um “programa de fidelidade”. Os resultados das buscas por “prêmios” e “brindes de aniversário” relacionados à empresa são o fator decisivo. Seu próximo passo? Uma busca por seus pontos de venda.

Em todas as verticais e categorias, vemos as pessoas ampliando e estreitando suas considerações em momentos que não teríamos como prever se ainda confiássemos naquele antigo funil de vendas do marketing.

E para as marcas, o que isso quer dizer? Significa que os departamentos de marketing não podem mais planejar uma jornada linear. Hoje, as escolhas dos consumidores influenciam muito no alcance e na frequência. Eles preferem se relacionar com marcas que sejam relevantes, úteis e pessoais. As pessoas querem assistência, e as marcas que oferecem isso são aquelas que vão alcançar o sucesso.

As pessoas estão tomando decisões em todos os passos da jornada: no começo, no meio e no fim. É crucial que a sua marca esteja junto para ajudar. Não é uma tarefa fácil, mas ela certamente pode ser feita.

Se precisa vender tem ir além

O site é a ponta de um iceberg navegando na web. O blog é uma maneira de se relacionar com os clientes.

É a internet o caminho mais curto, rápido, direto e objetivo de conquistar novos clientes, vender e manter os atuais. Utilize a web para comunicar como, o que, e qual problema o seu negócio resolve.

A maioria, amigos, colegas e parentes, tem arriscado fazer anúncios (ditos baratos que tornam Mark cada vez mais bilionário), por conta própria, e se deparando com gosteis (likes) sem converter numa única venda. “Likes/Gostei” não pagam as contas!

O que acontece em quase 100% dos casos é simples: faz um anúncio por alguns dias, até semanas, colocam endereço, telefone e querem vender, assim como faziam nas páginas amarelas (antigo catálogo telefônico).

O mundo mudou, a internet alterou todo o formato de como vendemos e interagimos.

Sem ter um site, um canal de comunicação (um simples blog ajuda, ou um app); O Google Ad, Anuncio no Bing, Facebook Ads, não vão resolver a médio/longo prazo.

Primeiro sua vida digital deve existir (site profissional), para depois, somente depois, investir em anúncios. Você pode até fazer por conta própria um anúncio, porém é recomendadíssimo fazer ao menos uma consultoria de marketing.

Um exemplo que gosto de descrever

Sua vida digital é como sua vida real. Ou seja, seu negócio só vai alavancar, vender, depois de toda estrutura funcionar.

Exemplo hipotético

Imagina que você vai vender água no semáforo. Hoje tem “N” pessoas no sinal vendendo água.

Mas vi um cara num viaduto em Sã Paulo, vendendo água como nenhum outro. Mas por quê os outros caras não vendiam água e este cara vendia?

Ele estava de terno, um sorriso largo, carrinho e isopor limpos; bem vestido, bem disposto, numa educação ímpar. Não estou dizendo pra você, nesse calor infernal, botar um terno e sair vendendo água.

Quero que preste atenção que antes de fazer qualquer tipo de negócio é fundamental preparar todo o material de venda. Invista em Marketing ao menos 10% do valor investido no negócio.

Na internet é a mesma coisa

Um site com design simples e objetivo. Um chat, Whatsapp, para pronto atendimento. Produtos e serviços à mostra. Ter um tempo prévio de atividade, gera mais confiança.

Tem empresas que compram um produto, sem fazer um site, sem uma vida digital, colocam produtos à venda, com preços excelentes, vendem o primeiro lote rapidamente e ao comprarem mais um container, quebram, ficam encalhados… o que houve? enquanto é novidade vendeu, e depois?

O sucesso não pode ser como fogo de palha, precisa ser permanente, eis o desafio! Arrume a casa, crie conteúdo, construa uma base sólida, e venda até ficar sem fôlego!

Simbora instalar um site e um blog

Clique aqui e vamos fazer um site.

Vamos bater um papo pelo WhatsApp, terei a honra de atendê-lo.

Deixe um comentário